Os seis vereadores acusados de diversos crimes apontados pela Operação “Último Tango” foram cassados nesta quinta-feira (20) em Correntina. Os edis foram punidos após a sessão – que havia sido interrompida depois de tumulto e quebra-quebra – ser retomada.

Tiveram os mandatos cassados os vereadores Adenilson Pereira de Souza, “Wil”; Milton Rodrigues de Souza, o Militão; Jean Carlos Pereirados Santos, o “Jean da Guarda”; Nelson da Conceição Santos, o “Nelson Carinha”, Juvenil Araújo de Souza, o “Babado Pimenta”, e Wesley Campos Aguiar, o Maradona. Este último, já havia sido afastado das funções.

Segundo o presidente da Câmara de Correntina, Ebraim Silva Moreira, uma sessão marcada para as 10h30 desta sexta-feira (21) empossará os suplentes que ocuparão as vagas deixadas pelos seis cassados. Tomarão posse Célio Moura, Alan de Cassemiro, Epaminondas, Nice do Rosário, Sebastião de Sabino e Denilson Neves.

Deflagrada no final de outubro do ano passado, a Operação “Último Tango” que à época chegou a prender cinco vereadores, denunciou um esquema responsável por fraudes em licitações e contratos, além de desvio de verbas públicas, pagamento de gratificações indevidas a servidores e cobrança de propina ao prefeito para votar projetos de interesse do gestor.

Fonte: Bahia Notícias.